16 setembro 2015

Mão Sem Respeito

Ontem a tarde, estava andando normalmente a caminho do meu curso, quando em uma rua próxima da minha casa um homem descarado que vinha andando na minha direção à frente, passou a mão na minha coxa. Eu fiquei sem reação e ao olhar para trás ainda andando, vi que ele me olhava com uma cara de pervertido. Não falei nada por medo, pois estava sozinha ele podia fazer algo de pior comigo. Continuei meu caminho ainda impressionada com o gesto dele e me perguntei: Quantas mulheres já devem ter passado por isso? Quantas garotas como eu que, mesmo estando de calça folgada e farda como blusa já foram molestadas publicamente? Não só com o toque mas também com as palavras, como sempre acontece andando pelas ruas. Será que eu só por ser mulher vou perder meu direito de andar nas ruas e terei que ficar desviando de homens por medo? Terei que me privar de usar uma saia ou um short curto por que chamarei a atenção de malandragem e "psiu" onde quer que eu passe? Com a situação de hoje que tirando o toque na coxa (que eu tenho certeza que a intenção era tocar em outro lugar), até de calça ou saia longa seja lá o que for, não impede um homem, aliás, esse tipo de pessoa nem deveria ser chamado de homem, te fazer passar por constrangimento. Tenho 17 anos e entendo quando meus pais pedem para que eu não fique na rua até tarde porque até eu mesma tenho receio. E isso é muito, muiiiiiiito vergonhoso, principalmente por envolver além do estrupos , os assassinatos e assaltos. Tenho medo das ruas, mas não queria ter. Gosto muito de sair e me sinto privada a obedecer normas que não quero para manter minha segurança própria quando os Órgãos de Poder Público poderiam muito bem cumprir seu dever e os homens serem educados corretamente a respeitar as mulheres. Sei que ainda vou passar muitas situações que me farão ficar como me senti hoje, mas quero que todos saibam o porquê que é importante que as mulheres se manifestem e unam-se. Só nós sabemos o que passamos e somos as únicas que nos importamos com isso.


Gostou do texto? O que você acha sobre o que foi abordado? O que faria na minha situação? É só comentar esse assunto tão social que eu faço questão de expor no meu Baú.
Um beijo, Pih.

Nenhum comentário

Postar um comentário