18 outubro 2015

Domingo do livro: Era uma vez minha primeira vez

Olá!!!
Hoje é domingo do livro e o livro de hoje é mais um da Thalita Rebouças!
Era uma vez minha primeira vez são crônicas de 6 amigas que resolvem se encontrar para relembrar como foi a primeira vez de cada uma, sim, é esse tipo mesmo  de primeira vez que vocês pensaram, o grande momento de toda adolescente: A perca da virgindade.
De um jeito animado como sempre, a autora fala sobre sexo de uma maneira mais "infantil e feminina" digamos assim, e nos leva a tirar toda a ideia de tabu social de nós mulheres que somos pressionadas a tratar de algo tão simples e natural de um modo totalmente fechado e dito como ``errado´´.




A primeira historia é a da Teresa, uma daquelas garotas que dizem que nunca vai se apaixonar e blablabla e uma hora ou outa a paixão pega e no caso dela foi logo por alguém que não tinha se apaixonado por ela. Mesmo assim rola a sua primeira vez e mesmo que não tenha dado certo, ela não se arrependeu.
Agora vem a Clara, uma garota gordinha que namorava um garoto super apaixonado por ela chamado Cabelo, que apesar de ser um namoro não muito aceito pelos pais da garota, eles se davam super bem e depois de muitas coisas a primeira vez da Clara acontece e ela acaba não curtindo muito já que a garota tinha praticamente estuprado o menino, porém ela descobre que nem sempre as primeiras coisas são as melhores.
A Patty fazia parte daquela família mais tradicional e conservadora que nunca foi de conversar muito com a filha sobre sexo. Acontece que querendo ou não acontece e a garota se ver no auge da sua sanidade pensando em como deve contar para a mãe.
Tuca era a modelo super linda com o corpo invejado por varias garotas, porém não se sentia bem em seu próprio corpo, tinha pânico de engravidar e de camisinha, como será a primeira vez dessa maluquinha ?
Pense em uma garota doce, fofa que namorava um garoto que a amava muito, essa era a Fernanda, que mesmo contando com várias outras qualidades boas, preferia odiar a mancha do tamanho da Ásia  que ela tinha no bumbum e isso a deixava muito insegura com seu corpo o que é crucial para uma mulher se sentir desejada e mesmo com sua mãe super aberta a saber sobre a vida sexual da filha, Nanda teimava em se manter virgem.
A ultima mas não menos importante cronica do livro é sobe a Joana uma loirinha good vibes que adorava a praia e a natureza, super linda que apesar disso tudo era a mais encalhada do grupo por ser muito exigente. Só ficava com os meninos,  namorar que era o que ela queria mesmo, não conseguia.
Como vocês já devem ter percebido eu adoro ler os livros da Thalita e esse é o meu favorito, o primeiro livro dela que eu li e reli 2 vezes. Gosto do jeito que ela se porta como adolescente e a diferença das historias e situações nos fazem querer saber mais sobre os personagens, além do jeito que ela fala sobre sexo que eu já comentei acima.


O que acharam do Domingo do Livro de hoje? Conto com sua opinião.
Um beijão, Pih.

Nenhum comentário

Postar um comentário